top of page

Venda de Usados: uma tendência amiga do ambiente que veio para ficar

Atualizado: 22 de mar. de 2023

Provavelmente os seus clientes e não só, estão a ganhar a gerar receitas a venda dos seus produtos em segunda mão. A venda de produtos em segunda mão, principalmente aqueles que tiveram uma utilização muito curta, está a ganhar uma expressão bastante elevada, existindo empresas que se dedicam em exclusivo a este mercado.


Há muito tempo que se ouve a expressão que “o lixo de uns é tesouro de outros”. E muitas pessoas e empresas já perceberam isso e estão a gerar receitas, aproveitando esta realidade.


A venda de produtos em segunda mão já existe há bastante tempo, no entanto, no passado, era vista como uma solução pouco “digna” e direcionada para pessoas com menores rendimentos.


Atualmente, o recorrer a esta alternativa tornou-se uma opção banal e é uma solução procurada por todo tipo de pessoas, independentemente dos seus rendimentos. E se ainda não desenvolveu uma oferta para este público, provavelmente já alguém o fez por si, com os seus produtos, em alguma circunstância.


produtos usados, de segunda mão
Vendas de produtos usados

Os canais onde este tipo de vendas ocorre são dos mais variados: online, redes sociais, mercados especializados, lojas, etc.


No entanto, algumas empresas já oferecem também esta solução enquanto alternativa e às vezes até apresentam vantagens como a garantias ou serviço pós-venda, em caso de necessidade.


A introdução desta solução pode ser uma fonte de receita interessante para o seu negócio. Caso tenha receio que esta solução entre em concorrência com a sua oferta atual, pode sempre avaliar a possibilidade de criar uma marca especificamente direcionada para este fim. Adicionalmente a esta possibilidade pode ser facilmente disponibilizada apenas online, que reduz os custos operacionais associados.


Algumas empresas já oferecem também esta solução enquanto alternativa, oferecendo muitas vezes vantagens como garantias ou serviço pós-venda.

Neste caso, evita que produtos que comercializa e que estejam em bom estado, sejam descartados desnecessariamente, conseguindo, desta forma, recuperá-los e dar-lhes uma nova “vida”.


Há algumas questões que são importantes antes de introduzir uma oferta direcionada neste sentido: em primeiro lugar a transparência, ou seja, deve ser claro ao indicar as condições em que produto se encontra e que o mesmo é em segunda mão.


A segunda questão passa por assegurar que tem algo que agrega valor ao produto, quando comparado com as alternativas de venda em segunda mão, como garantia, serviço pós-venda, possibilidade de troca, etc. É também importante não misturar os produtos novos, com os produtos usados, seja na venda online ou presencial, de modo a não gerar confusões ou mal-entendidos.


Deve assegurar que a sua solução agrega valor ao produto, quando comparado com outras alternativas em segunda mão.

Faça uma breve pesquisa e tente descobrir se os seus produtos já foram vendidos online, em que canais, condições e quais os preços praticados. Avalie os resultados de obteve e coloque as seguintes questões adicionais:


  • Quando o cliente já não usa os seus produtos, o que acontece com os mesmos?

  • Existe mercado em segunda mão no caso dos produtos que comercializa? Esse mercado tem expressão?

  • Se oferecesse esta alternativa, existiriam clientes que deixariam de comprar os produtos novos? Ou as pessoas que procuram estas alternativas, já colocam esta possibilidade enquanto primeira opção?

  • Que vantagens eu posso oferecer que as alternativas em segunda mão não oferecem?


Como em qualquer outra das possibilidades apresentadas na BeeCircular Magazine, antes de avançar, deve avaliar cuidadosamente a viabilidade desta possibilidade e os impactos positivos e negativos que esta pode gerar para o seu negócio e para o seu envolvente.


____________

Autora: Mariana Pinto e Costa (Cofundadora da BeeCircular)

Contacte-nos: hello@beecircular.org

0 comentário

Comments


bottom of page