top of page

MudaTuga, a startup portuguesa que quer incentivar à gestão de resíduos orgânicos a partir de casa

Atualizado: 25 de ago. de 2021



Cada vez mais a preocupação ambiental e a urgência na mudança de comportamento é uma realidade presente na mente dos portugueses.


Foi a pensar nisso que um grupo de 4 jovens criou o projeto MudaTuga, que pretende lutar contra o desperdício, promovendo a compostagem orgânica doméstica.


A startup criada em 2020 foi uma das vencedoras do Climate Launchpad Portugal 2021, e encontra-se empenhada em desenvolver o primeiro compostor Bokashi português feito totalmente com materiais reciclados e sustentáveis, ideal para ter dentro de casa.


Compostor orgânico doméstico Bokashi
Compostor Bokashi

Atualmente na sua loja online, pode ser encontrado um compostor Bokashi Organko 1.0 para venda.


Para além disso, também é possível adquirir formações online e fazer parte da rede MudaTuga, passando a ter acesso ao mapa colaborativo, grupos de discussão, calendário de eventos e materiais educativos gratuitos sobre a temática.



Segundo Carolina Bianchi, CEO e Co-Founder da MudaTuga, o objetivo da organização é levaram a compostagem para o máximo dos lares portugueses, acabando com o depósito de biorresíduos em aterros sanitários, transformando, desta forma, pessoas comuns em "ninjas das compostagens" e incentivando à transição para a Economia Circular.


"A nossa missão é transformar pessoas comuns em ninjas da compostagem (...). Acreditamos que uma verdadeira transição para a economia circular precisa do envolvimento popular para ter sucesso”. - Carolina Bianchi

Carolina refere ainda que quando se opta por fazer uma compostagem doméstica, a redução do impacto ambiental é enorme, pois este processo é capaz de reduzir milhares de toneladas de carbono lançadas na atmosfera anualmente, contribuindo para a captação de dióxido de carbono (CO2).


_________

Fontes:



0 comentário
bottom of page